top of page

PORTFOLIO COMO ALINHAR SUA EMPRESA COM O RITMO DE CRESCIMENTO DO MERCADO?

 

Curso: Administração


 Semestres: 7° e 8°

 

 

Prezado aluno(a), seja bem-vindo(a) a este semestre!
A proposta de Produção Textual Interdisciplinar Individual (PTI) terá como temática ““Como alinhar
sua empresa com o ritmo de crescimento do mercado?”. Escolhemos esta temática para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos trabalhados nas disciplinas deste semestre. Sigam as orientações fornecidas neste material, além de outras fundamentações teóricas (livros didáticos das disciplinas, aulas, entre outros materiais complementares).

 

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

 

Como alinhar sua empresa com o ritmo de crescimento do mercado?*
Caio Camargo avalia por que é comum ouvir que uma marca é velha, se ela segue acompanhando o
envelhecimento do consumidor
Por Caio Camargo – 15/03/2022
Não é incomum ouvir termos como “empresa velha”, ou “marca que parou no tempo”, para negócios
que, muitas vezes, seguem acompanhando o envelhecimento dos consumidores e, de fato, parecem ter estagnado. Por outro lado, uma das queixas mais recorrentes no mercado varejista é sobre como o mundo parece andar a uma velocidade maior do que as empresas têm conseguido acompanhar, um desafio que a cada ano se torna mais complexo, seja no campo da inovação, da gestão de pessoas, ou ainda no comportamento de seus clientes e consumidores. Seriam, as empresas, inerentes ao envelhecimento, ou algumas delas só estariam inertes à aceleração da sociedade?
Parece até uma pergunta sociológica, de extrema profundidade, daquelas que precisaríamos de algum conceito pós-moderno de Zygmunt Bauman para responder, mas não. O fato é que ter uma empresa alinhada com o ritmo de seu mercado parece uma missão cada vez mais difícil, pensando nos avanços tecnológicos e, consequentemente, na aceleração das coisas – ou volatilidade, se você preferir. Por exemplo, quando uma empresa começa a entender um novo canal ou uma nova rede social, rapidamente surge outra, que exige novas abordagens e linguagens. Foi assim quando surgiu a Internet, bem como quando surgiram as redes sociais e, mais recentemente, quando tivemos que nos adaptar na pandemia, para conseguir vender pelo próprio WhatsApp. Passado pouco mais de um ano, estamos discutimos se devemos ou não entrar no tal do Metaverso, ou seja, essa rapidez requer uma boa dose de adaptabilidade por parte do varejista.
Por outro lado, também vale ressaltar que, por anos, muitas empresas optaram por não criar canais
ou novas possibilidades de compra aos seus clientes e, mesmo assim, conseguiram atravessar os períodos mais críticos no mercado, como a pandemia, por exemplo. No entanto, daqui para a frente não será mais desta forma. Vivemos um momento no qual se conectar – e sim, essa é a palavra mais adequada neste caso –, a um novo tipo de consumidor e às novas gerações que estão chegando passa a ser, cada vez mais, parte de uma agenda que possa manter a perenidade e relevância da empresa no mercado. É preciso ter consciência de que não importa quanto tempo você está no setor, ou o que você fez para conduzir a gestão do seu negócio até hoje, isso não é mais uma garantia de que irá atender as demandas dos consumidores nos próximos cinco ou dez anos.
E mais do que estar conectado a esses novos consumidores, é preciso trabalhar a inovação para
acompanhar o ritmo de crescimento. É importante ressaltar, como bem dizem alguns estudiosos da área, que inovação não se resume ao verbo inventar, ela vai muito além disso, onde a invenção pode fazer parte deste processo, mas, por definição, inovação propõe transformar ideias novas em algo que seja útil. Além disso, como já abordei em outros artigos, inovar não é uma corrida desesperada para o futuro, mas uma caminhada lado a lado com o presente. Ou seja, o segredo para o futuro da sua empresa está no presente, basta ter uma escuta ativa com seus clientes, criar uma cultura forte de inovação e transformação, e não se prender a questões operacionais, culturais – como velhos hábitos –, ou tecnológicas, que possam se tornar uma barreira para o crescimento.

Por fim, atentando-se a esses pontos, além de se alinhar ao crescimento acelerado, cujo ritmo parece ser impossível de acompanhar, você terá a certeza de que mesmo que seus consumidores envelheçam, a sua empresa continuará atual e competitiva e, quando ouvir falar em “empresa velha”, ou da “marca que parou no tempo” saberá, com toda certeza, que não é a sua.


Agora é com você!
A Sra Rute estava se preparando para ir trabalhar, quando seu filho Pedro leu a matéria a respeito do alinhamento de uma empresa e o crescimento do mercado. Pedro é gestor na indústria de sua mãe, uma empresa familiar, situada na região sul de Minas Gerais, a empresa R&P calçados atua há mais de 25 anos na produção de calçados, durante muitos anos a R&P teve um crescimento intenso e rápido. Porém nos últimos anos a indústria vem perdendo faturamento e também participação de mercado. Pedro argumentava com a Sra. Rute que tudo aquilo que lia no artigo era a respeito das últimas conversas que tiveram. O filho alertava a mãe a respeito de mudanças necessárias para acompanhar as novas tendências e exigências do mercado, falando da necessidade de investir em inovação, novos processos logísticos, melhorar a gestão. A mãe sempre protelava o assunto e preferia manter as coisas como estavam, ela sabia que ainda acreditava em uma gestão conservadora e em métodos mais tradicionais de abordagem, tanto em relação a equipe de colaboradores, quanto em relação ao relacionamento com os clientes.
Porém, aquele artigo mexeu com a Sra. Rute, que passou a questionar sua forma de avaliar o cenário, percebendo que o problema financeiro de sua indústria, não se tratava apenas de uma situação pontual e que necessitava de estratégias que englobem toda gestão e processos de produção e logística.
Ela perguntou a Pedro como poderia sobreviver em um mercado com tantas exigências e mudanças de tendências. E Ele argumentou usando o próprio artigo que estava lendo: “ O segredo para o futuro da sua empresa está no presente, basta ter uma escuta ativa com seus clientes, criar uma cultura forte de inovação e transformação, e não se prender a questões operacionais, culturais – como velhos hábitos –, ou tecnológicas, que possam se tornar uma barreira para o crescimento.”
Você faz parte da equipe que vai ajudar Pedro fazer as mudanças necessárias para melhorar as
condições financeiras da empresa R&P calçados, além de torná-la mais preparada para sobreviver as novas exigências do mercado. Para isso irá realizar as propostas sugeridas passo a passo.

 

(...)

 

PORTFÓLIO COMPLETO COMO PEDE NO PDF DE ELABORAÇÃO.

PORTFOLIO COMO ALINHAR SUA EMPRESA COM O RITMO DE CRESCIMENTO DO MERCADO?

R$ 50,00Preço
  • Completo pronto para ser enviado.

    Curso: Administração


     Semestres: 7° e 8°

     

     

    COMPARTILHE

123.png
bottom of page