top of page

PORTFÓLIO SEMANA CULTURAL VIRTUAL

 

CURSO: PEDAGOGIA

4° e 5° semestre

 

DISCIPLINAS :

• Educação e Artes

• Aprendizagem da Língua Portuguesa

• Aprendizagem de Ciências Naturais

• Literatura Infantojuvenil

• Legislação Educacional

• Práticas Pedagógicas em Pedagogia: Práticas de Alfabetização e Letramento

• Aprendizagem da Geografia e da História • Estágio Curricular Obrigatório II: Anos Iniciais do Ensino Fundamental

 

A proposta desta Produção Textual Interdisciplinar Individual (PTI) terá como temática a elaboração de uma proposta de Projeto interdisciplinar que viabilize a realização de uma Semana Cultural Virtual a ser vivenciada com alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental, considerando as possibilidades de articulação da temática com as diferentes áreas do conhecimento e a utilização de ferramentas digitais ao longo do processo educacional. Escolhemos essa temática para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas deste semestre. Considerando o contexto da pandemia de covid-19, vivenciado fortemente no ano de 2020 e a necessidade do isolamento social, a educação teve que se reinventar. As tecnologias e plataformas digitais foram essenciais para conduzir o processo de ensino e aprendizagem remoto. Behar (2020) aclara a importância de entender que o termo “remoto” significa distante no espaço e se refere a um distanciamento geográfico. O ensino é considerado remoto porque foi autorizado, em caráter excepcional, uma recomendação pela substituição das aulas presenciais por aulas mediadas por tecnologias de informação e comunicação. A partir da realidade de cada localidade poderá existir orientações específicas sobre como as aulas irão acontecer. (BEHAR, Patricia Alejandra. O Ensino Remoto Emergencial e a Educação a Distância. Coronavírus. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/coronavirus/base/artigo-o-ensino-remoto- emergencial-e-a-educacao-a-distancia/. Acesso em: 21 jan. 2021.).

A tecnologia mostrou-se uma importante aliada nesse contexto. Plataformas de aprendizagem on-line, metodologias ativas, games, ferramentas de reuniões, aplicativos de gravações audiovisuais, entre outros recursos, foram adaptados ou ampliados em todos os contextos – da educação infantil ao ensino superior. Ainda que a discussão sobre a inserção de ferramentas tecnológicas em sala de aula não fosse algo recente, essa questão se tornou protagonista no campo educacional. A Base Nacional Comum Curricular (BRASIL, 2018) apresenta um conjunto de competências e habilidades que auxiliam na organização curricular e, por conseguinte, nas aprendizagens essenciais que os alunos devem desenvolver ao longo da educação básica. No ensino fundamental, as aprendizagens sistematizadas devem se articular com as experiências vivenciadas pelos alunos em seu contexto domiciliar, haja vista que o desenvolvimento de habilidades cognitivas e socioemocionais podem contribuir para o pleno desenvolvimento do aluno. O planejamento do professor deve contribuir com a formação de um sujeito criativo, proativo, que saiba partilhar, respeitar a convivência no contexto da diversidade e desenvolver autonomia para resolver problemas de modo responsável e produtivo. Seguindo essa perspectiva, ao longo da educação básica, e com a utilização de diferentes ferramentas disponibilizadas pela tecnologia, cabe ao professor instigar o aluno a questionar, analisar, interpretar, conceituar, trabalhar em equipe, enfim, ampliar a visão de mundo enquanto estabelece relações com seu meio. (BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC. Versão entregue ao CNE em 3 de abril de 2018.

O componente curricular Arte está centrado nas seguintes linguagens: Artes Visuais, Música, Dança e Teatro. Segundo a BNCC (BRASIL, 2018), a Arte contribui com a interação crítica dos alunos frente à complexidade do mundo, favorece o respeito às diferenças e o diálogo intercultural, articula saberes referentes a produtos e fenômenos artísticos e envolve as práticas de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir sobre formas artísticas. Considerando a relevância das práticas culturais desenvolvidas no ambiente escolar e a necessidade de criar estratégias de ensino para oportunizar a aprendizagem diante do contexto da pandemia, torna-se necessário refletir sobre o uso da tecnologia nas abordagens utilizadas no ambiente escolar e a importância da interdisciplinaridade nos processos de ensino. A partir do que foi exposto, prossiga para a leitura e interpretação da Situação Geradora de Aprendizagem.

Gabriela é pedagoga e atua como professora nos anos iniciais do ensino fundamental em uma escola que deu continuidade ao ano letivo por meio do ensino remoto. Os alunos e os professores já se adaptaram a esse contexto, mas Gabriela percebeu que eles estão um pouco desmotivados e cansados da rotina escolar. Além disso, a professora também notou que as relações culturais e artísticas estão sendo pouco exploradas no contexto de ensino e de aprendizagem. A partir dessas percepções, a professora apresentou à coordenação pedagógica uma proposta de realizar uma Semana Cultural Virtual, com o objetivo de oportunizar aos alunos o contato com diferentes expressões artísticas, viabilizando uma reflexão cultural, artística e social a partir das apresentações realizadas, motivando a participação dos alunos nas atividades escolares remotas. A coordenação pedagógica adorou a ideia, visto que também percebeu a desmotivação dos alunos e convocou os professores para a construção de um projeto interdisciplinar que viabilize a realização da Semana Cultural Virtual, a qual deve considerar as questões culturais, lúdicas, artísticas e sociais que perpassam a prática docente nessa etapa da educação.

Situação-problema Os professores se reuniram para construir o projeto interdisciplinar voltado à realização da Semana Cultural Virtual e algumas dúvidas surgiram: Que tipo de apreciações e experiências artísticas podem ser vivenciadas com os alunos dos anos iniciais do ensino fundamental? Como considerar a interdisciplinaridade no planejamento e execução do projeto? Quais ferramentas digitais podem ser utilizadas? O seu desafio agora, é: Colocar-se no lugar dos professores para: Construir uma proposta de Projeto interdisciplinar que viabilize a realização de uma Semana Cultural Virtual voltada aos anos iniciais do ensino fundamental. Este projeto deve contemplar os fundamentos abordados nas disciplinas deste semestre, de modo interdisciplinar, considerando os aspectos culturais e sociais que perpassam a aprendizagem dos alunos e apontando o uso de ferramentas e plataformas digitais que possibilitem apreciações, atividades, diálogos e interações entre os alunos.

PORTFÓLIO SEMANA CULTURAL VIRTUAL

SKU: 2021 - 1
R$ 80,00Preço
  • Possui 11 páginas (Capa até Referências)

    CURSO: PEDAGOGIA

    4° e 5° semestre

     

     

    COMPARTILHE

123.png
bottom of page