top of page

PORTFÓLIO RESISTÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS AO HERBICIDA GLIFOSATO

 

CURSO: AGRONOMIA

 2° e 3° semestre

 

DISCIPLINAS :  

• Fundamentos de Cálculo Aplicado  

•  Química Orgânica  

•  Bioquímica  

•  Anatomia e Fisiologia Vegetal 

•  Microbiologia Agrícola

 

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) terá como
temática “Resistência de plantas daninhas ao herbicida glifosato”.
Escolhemos esta temática para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos
conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse semestre.

2. Leitura e interpretação da SGA
Para atingir os objetivos desta produção textual, vocês deverão seguir as instruções
voltadas à elaboração do trabalho disponibilizadas ao longo do semestre, sob a orientação do
Tutor a Distância, considerando as disciplinas norteadoras. A participação na consecução da
proposta é fundamental para que haja o pleno desenvolvimento de competências e
habilidades requeridas em sua atuação profissional. Nessa produção textual deverá então ser
considerado o caso hipotético “Resistência de plantas daninhas ao herbicida glifosato”
apresentado na sequência.

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Situação-problema: Resistência de plantas daninhas a herbicidas

O controle de plantas daninhas com herbicidas é prática comum na agricultura. O uso
indiscriminado de herbicidas propiciou o desenvolvimento de muitos casos de resistência a
tais compostos por diversas espécies daninhas (EMBRAPA, 2006).
A planta é sensível a um herbicida quando o crescimento e desenvolvimento são
alterados pela ação do produto; assim, uma planta sensível pode morrer quando submetida a
determinada dose do herbicida. Já a tolerância é a capacidade inata de algumas espécies em
sobreviver e se reproduzir após o tratamento herbicida, mesmo sofrendo injúrias. Estas

características relacionam-se com a variabilidade genética natural da espécie. Em dada
população de plantas existem aquelas que, naturalmente, toleram mais ou menos um
determinado herbicida. Por exemplo, a Ipomoea spp. nunca foi controlada pelo herbicida
glifosato. Dessa forma, refere-se a esta planta como tolerante ao glifosato. Por outro lado, a
resistência é a capacidade adquirida de dada planta em sobreviver a determinada dose de um
herbicida que, em condições normais, controla os demais integrantes da população. A
resistência pode ocorrer naturalmente (seleção) ou ser induzida com o uso de biotecnologia
(EMBRAPA, 2006).
Áreas infestadas com plantas daninhas resistentes são mais difíceis de serem
manejadas e tem custo de produção aumentado. Apesar do problema de a resistência ser uma
realidade em nosso país, para a maioria dos agricultores, ainda é tempo de prevenir,
especialmente os do Brasil Central. Nessa região, devido às condições climáticas, as opções de
manejo da área podem ser mais restritas, o que pode agravar ainda mais o problema. Mas
com manejo adequado é possível prevenir a manifestação da resistência. Glifosato deve ser
utilizado corretamente para que sua eficiência e as vantagens do seu uso possam ser
mantidas. É fundamental também não permitir a entrada de colhedeiras contaminadas com
sementes de biótipos resistentes nas áreas de produção livres do problema.

Referências Bibliográficas

EMBRAPA, 2006. Disponível em: .
Acesso em: 14 dez. 2020.

DISCIPLINAS:

Coloque-se na posição de um consultor técnico que foi contratado para elaborar um relatório
técnico que contenha, dentro de sua explanação, os seguintes pontos:

A) Química Orgânica
A química orgânica é importante na área de herbicidas, visto que a maioria dos
princípios ativos utilizados em formulações pesticidas são moléculas estudadas e sintetizadas
seguindo os princípios dessa área do conhecimento. Em relação a molécula de glifosato, faça
uma breve descrição de seu princípio de ação, as principais formas como ele é comercializado,
apresente sua estrutura química e faça uma descrição do grupo principal da molécula de
glifosato.

B) Bioquímica
O glifosato age nas plantas através de mecanismos envolvendo processos bioquímicos.
Faça uma breve descrição do princípio de ação bioquímicos do glifosato indicando as enzimas
e aminoácidos envolvidos no processo.

C) Anatomia e Fisiologia Vegetal
O Glifosato é um dos herbicidas mais utilizados no mundo. Utilizado desde 1974, sua
ação impacta diretamente aspectos fisiológicos da planta. Sendo assim, análise e escreva
sobre as questões a seguir:
A) Em qual parte da planta o glifosato age?
B) Explique como o glifosato é absorvido e transportado pela planta.

D) Fundamentos de Cálculo Aplicado
A comercialização do glifosato no Brasil vem aumentando nos últimos anos no Brasil,
conforme relatórios disponibilizados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos
Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Avaliando os dados referentes aos últimos 10 anos,
disponíveis nos relatórios de comercialização de agrotóxicos no país, podemos encontrar as
seguintes informações:

 

A partir desses dados, sua tarefa consiste em:
(a) Construir um gráfico de dispersão que represente os dados presentes na tabela.
Lembre-se que o gráfico de dispersão é utilizado para relacionar duas variáveis e os
dados são descritos por pontos no plano cartesiano.
(b) Considere que no período de 2017-2022 a quantidade de glifosato comercializado
possa ser aproximada por uma função linear. Supondo que esse padrão se mantenha
no período indicado, determine a função linear que relaciona a quantidade de glifosato
comercializado por ano nesse período.
(c) Utilizando a função construída no item (b), estime as quantidades de glifosato que
serão comercializadas nos anos de 2021 e 2022.
(d) Determine a taxa de variação da quantidade de glifosato comercializado, em um ano
qualquer, no período 2017-2022.

E) Microbiologia Agrícola

De acordo alguns trabalhos científicos, o glifosato é um herbicida não seletivo, pós-
emergente e de ação sistêmica, com elevada amplitude de utilização, em razão de sua alta

eficiência, baixa toxicidade a animais e ao meio ambiente, destacando-se entre os de maior
volume comercializado no mundo. Associado a essas características, temos um processo

elevado de expansão do plantio direto e, mais recentemente, os avanços biotecnológicos que
permitiram a comercialização de variedades geneticamente modificadas, tolerantes a este
herbicida, como a soja, causaram o aumento do uso de herbicidas à base de glifosato nos
agrossistemas, elevando assim a presença dessa molécula no ambiente, especialmente no
solo.
Em relação ao glifosato e ao uso indiscriminado de herbicidas, descreva os possíveis
impactos negativos ao meio ambiente e principalmente a microbiota do solo relacionados ao
seu uso generalizado, tendo em vista que as afirmações descritas acima são bastante
criticadas por uma fatia da comunidade cientifica.

PORTFÓLIO RESISTÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS AO HERBICIDA GLIFOSATO

SKU: 2021-1
R$ 70,00 Preço normal
R$ 50,40Preço promocional
  • Total de 15 páginas.

    CURSO: AGRONOMIA

     2° e 3° semestre

     

     

    COMPARTILHE

123.png
bottom of page