top of page

PORTFÓLIO HOSPITAL CAMPO FLORIDO

 

Curso: CST em Gestão Hospitalar Semestre: 4º / 5º

 

Para atingir os objetivos desta produção textual, você deverá seguir as instruções voltadas à
elaboração do trabalho disponibilizadas ao longo do semestre, sob a orientação do Tutor a Distância,
considerando as disciplinas norteadoras. A sua participação na consecução da proposta é
fundamental para que haja o pleno desenvolvimento de competências e habilidades requeridas em
sua atuação profissional. Nessa produção textual deverá ser considerado o caso do Hospital Campo
Florido, apresentado na sequência.

 

DESAFIO 1 – Sistemas de Informação Gerencial
Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) proporcionam aos gerentes o controle e monitoramento
das operações, e apoiam o planejamento e a tomada de decisão. Os SIG geram informações das
diversas áreas funcionais de uma organização, a partir da integração com os Sistemas de
Processamento de Transações (SPT) e com os Sistemas de Planejamento de Recursos Empresariais (ERP). Considerando o contexto da SGA, o diretor do Hospital Campo Florido decidiu investir na
reestruturação dos sistemas de informação e nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC),
principalmente do setor da farmácia hospitalar, responsável pela gestão da aquisição e estoque dos
medicamentos e equipamentos médicos, para controlar a entrada e distribuição dos produtos para
as farmácias setoriais e centros cirúrgicos, e assim, assegurar e garantir o nível de Acreditado Pleno
(Nível 2) do Hospital.
Agora, é o momento de você elaborar um plano para a implantação de um ERP, considerando os
principais objetivos de um ERP, que possibilita a integração dos processos de negócio das diferentes
áreas funcionais de uma organização de forma flexível e segura, para apoiarem a padronização dos
processos de negócio e acreditação, garantindo a segurança dos pacientes e, consequentemente
reduzindo custos e glosas médicas.

DESAFIO 2 – Gestão da Qualidade e Acreditação Hospitalar:
O processo de acreditação está intimamente relacionado com a qualidade e com a segurança do
atendimento em saúde. Desse modo, as Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde podem
solicitar o processo de Acreditação, realizado por organizações não governamentais, com ou sem fins
lucrativos. A principal entidade mantenedora da Acreditação brasileira é a Organização Nacional de Acreditação (ONA), criada em 1999, responsável por credenciar Instituições Acreditadoras para
realizar avaliações pela metodologia do Sistema Brasileiro de Acreditação – ONA.
Considerando que o Hospital Campo Florido deseja ser um Hospital “Acreditado Pleno (Nível 2)’’, ele
precisa submeter-se a fase de avaliação, compreendida pela vistoria de todos os setores e unidades
hospitalares. Para que o hospital seja avaliado é importante que todos os colaboradores sejam
informados e preparados para tal processo. A visita, propriamente dita, deve ser voluntária e
solicitada formalmente à Instituição Acreditadora Credenciada pela ONA.
Diante deste contexto e da situação-problema, é importante que você, enquanto futuro gestor
hospitalar, compreendam o processo de acreditação.

DESAFIO 3 – Processos Logísticos:
A logística é o conjunto de atividades que integra, coordena e controla o fluxo físico de materiais e
de informações nas fases de: compra, armazenagem, manipulação de material, movimentação,
distribuição e transporte. Dentre os subprocessos que se destaca a logística de suprimentos que é
responsável pela entrada de todos os suprimentos, ou seja, todos os insumos necessários à atender
a demanda, como por exemplo, medicamentos, gases, equipamentos e mão de obra, até a liberação
para que possam ser efetivamente consumidos. Envolve ainda as atividades de seleção de
fornecedores, aquisição, definição dos meios de transporte, processos de armazenagem, a gestão e
ainda coordena o fluxo de informações relacionados a estes insumos.

DESAFIO 3 – Processos Logísticos:
A logística é o conjunto de atividades que integra, coordena e controla o fluxo físico de materiais e
de informações nas fases de: compra, armazenagem, manipulação de material, movimentação,
distribuição e transporte. Dentre os subprocessos que se destaca a logística de suprimentos que é
responsável pela entrada de todos os suprimentos, ou seja, todos os insumos necessários à atender
a demanda, como por exemplo, medicamentos, gases, equipamentos e mão de obra, até a liberação
para que possam ser efetivamente consumidos. Envolve ainda as atividades de seleção de
fornecedores, aquisição, definição dos meios de transporte, processos de armazenagem, a gestão e
ainda coordena o fluxo de informações relacionados a estes insumos.

DESAFIO 5 – Bioética e Biossegurança:
Todas as instituições geradoras de resíduos de serviços de saúde devem elaborar um Plano de
Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, também conhecido pele sigla PGRSS. Esse plano
dever ser baseado nas características dos resíduos gerados e na classificação destes, estabelecendo
as diretrizes para o seu manejo.
Percebe-se que a Unidade de Terapia Intensiva apresenta fragilidades no Plano de Gerenciamento
de Resíduos por falta de local adequado para armazenar o lixo no local de geração.

PORTFÓLIO HOSPITAL CAMPO FLORIDO

R$ 80,00Preço
  • COMPLETO PRONTO PARA SER ENVIADO

     

     

     

    COMPARTILHE

123.png
bottom of page