top of page

A proposta da Produção Textual Individual (PTI) terá como temática: A saúde mental e a responsabilidade social e ambiental 

Escolhemos esta temática para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse semestre e, também, para que possam consolidar uma consciência a respeito da saúde mental e a responsabilidade social, uma vez que deve-se relacioná-las ao desenvolvimento histórico da sociedade. Diversos fenômenos contemporâneos, como o avanço tecnológico, a globalização da economia, o aumento do número de desastres naturais, os avanços científicos – em especial na área médica – provocaram significativas mudanças na forma do homem relacionar-se e pensar. Entre as principais mudanças podemos observar: novos modelos de família, variados meios para conceber a vida humana e instituir a parentalidade, o crescimento da mobilidade humana. Com isso, a Psicologia, ampliou sua área de atuação e atualmente está presente também na área jurídica, em equipes de saúde – mas não somente na Psiquiatria como originalmente – em organizações que trabalham com assistência humanitária e em instituições públicas. Também para o Serviço Social houve essa ampliação da área de atuação, e o assistente social é requisitado em diferentes serviços que atendem esse público. O atendimento em saúde mental pretende construir um novo estatuto social para o indivíduo em sofrimento psíquico, que lhe garanta cidadania, o respeito a seus direitos e sua individualidade, promovendo o resgate da capacidade de participar do universo das trocas sociais, de bens, palavras e afetos, e sua cidadania, inclusos não só seus direitos como seus deveres como cidadão. As redes de serviços territoriais de atenção psicossocial, visam a integração da pessoa que sofre de transtornos mentais à comunidade, incluindo os centros de atenção psicossocial (CAPS), centros de convivência e cultura assistidos, cooperativas de trabalho protegido (economia solidária), oficinas de geração de renda e residências terapêuticas, descentralizando e ampliando o atendimento em saúde, conforme previsto na Lei Federal que institui o Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil.  Assim, a prática em saúde mental é uma responsabilidade social e deve se relacionar ao desenvolvimento histórico da sociedade. 

Leitura e interpretação da SGA  Por meio da leitura da SGA e, também, da situação-problema destacada, você, futuro assistente social, deve elaborar uma produção textual, com respaldo teórico nas disciplinas que foram cursadas ao longo deste semestre. 
Para refletir sobre a saúde mental e a responsabilidade social e ambiental, tomem como exemplo, a situação que apresentaremos aqui: A Psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano a partir da compreensão da subjetividade do indivíduo, de sua constituição biológica e das relações interpessoais construídas no meio que o circunda. Por meio de suas diversas áreas de estudo, a Psicologia tem desempenhado importante função social desenvolvendo um amplo conjunto teórico que contempla o entendimento do indivíduo nas diversas fases da vida, da concepção ao envelhecimento. Também, disponibiliza um aparato técnico por meio do qual o psicólogo pode intervir, de modo construtivo, nos variados contextos socioculturais, primando pela qualidade de vida das pessoas. Dessa forma, a psicologia possibilita ao indivíduo ampliar o entendimento sobre si mesmo, sobre sua vida intrapsíquica e sobre as relações sociais que estabelece nos diversos campos da vida. Segundo Boing e Crepaldi (2010) para desenvolver a atenção integral à saúde que abranja a complexidade do processo saúde-doença, o trabalho interdisciplinar se torna uma real necessidade do profissional de saúde. Sendo assim, imagine que José, psicólogo, trabalha em uma equipe multidisciplinar em um posto de saúde e foi escolhido por seus colegas, para apresentar ao gestor da UBS, uma proposta sobre conteúdos referentes à importância da equipe conhecer os fundamentos da psicologia e políticas públicas. Para entender o que gerou essa demanda, é importante salientar que a UBS está localizada em um bairro que sofreu alguns desastres ambientais e a população passou a lidar com significativas dificuldades socioeconômicas. O trabalho do psicólogo, neste cenário, tem colaborado com o estudo de emergências e desastres, buscando compreender esses fenômenos e sua relação com o homem para poder reduzir seus danos ou até a ocorrência dos eventos. Desse modo, é possível desenvolver com os indivíduos e as comunidades vulneráveis novas formas de perceber e de enfrentar a situação (TRINDADE; SERPA, 2013), conscientizando sobre a prevenção, preparação, resposta e reconstrução do cenário após a ocorrência de emergências e desastres. A equipe de saúde percebeu claramente que após essas ocorrências as pessoas que recorrem a UBS têm se mostrado ríspidas e pouco receptivas a seguirem as orientações da equipe, o que compromete o resultado dos tratamentos propostos e aumenta o número de pacientes/clientes a serem atendidos, bem como o tempo de tratamento mais prolongado. Contudo, os profissionais não sabem o que fazer para melhorar a relação com a população. Reconhecem a necessidade de entender mais sobre o comportamento humano e, desta forma, melhorar as relações interpessoais.

José percebeu a necessidade de falar para o gestor da UBS sobre a necessidade de melhorar o padrão de comunicação da equipe, pois os profissionais pararam de fazer reuniões, não estão discutindo os casos nem mantendo qualquer outro tipo de ação que envolva a troca de conhecimento e ação integrada. Com isso, deixaram de formar uma visão ampla sobre o usuário da UBS, o que tem refletido no aumento da duração do tratamento dos usuários assistidos por essa UBS.  Para resolver estas questões, o gestor precisa intervir para melhorar a comunicação entre os profissionais, bem como entre os profissionais e os usuários da UBS e escolhe José para liderar as atividades.  
 Situação-problema: José se responsabilizou por falar com o gestor da UBS e comunicá-lo sobre a necessidade de melhorar o padrão de comunicação da equipe e desta com os usuários.  Diante do cenário descrito, os profissionais da UBS decidiram pedir ajuda ao gestor da equipe, para obterem o conhecimento que julgam necessário para melhorar as relações interpessoais e resgatar a confiança dos pacientes/clientes. O gestor sugere a execução de cursos de formação e aprimoramento a respeito de saúde mental, psicologia e políticas públicas, responsabilidade social e ambiental, a fim de auxiliar a população do entorno da UBS. Para isso, faz-se necessário refletir sobre a saúde mental dos indivíduos que sofrem com desastres ambientais e ampliar o conceito de responsabilidade social e ambiental. Imagine que José irá realizar reuniões semanais com todos os profissionais da saúde. Ele deve demonstrar para a equipe a importância de todos emitirem sua compreensão dos casos. Assim, José ficará encarregado de organizar os encontros com os profissionais para estudarem e discutirem os casos clínicos, bem como, ao final do encontro, fazer um resumo indicando o quanto a discussão acrescentou na compreensão dos casos discutidos. Desta forma, José conseguirá assegurar a troca efetiva de conceitos e a adoção de ações compartilhadas. O psicólogo, nesse contexto, oferece uma importante contribuição na compreensão contextualizada e integral do indivíduo, das famílias e da comunidade (BOING; CREPALDI, 2010). Portanto, o trabalho aqui, será desenvolver uma produção textual, com base nas perguntas que nortearão o texto, a partir do tema: A saúde mental e a responsabilidade social e ambiental.  Vocês deverão seguir as instruções abaixo elencadas: 
 ORIENTAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DO TRABALHO 
Para lhe auxiliar na elaboração do texto, você deve realizar as seguintes etapas: 

 

...

Portfólio A saúde mental e a responsabilidade social e ambiental

R$ 100,00 Preço normal
R$ 50,00Preço promocional
  • Envio Imediato

    Serviço Social Semestre: 1º

123.png
bottom of page