top of page

Atividade prática O brincar e a Psicopedagogia

OBJETIVOS

A proposta desta atividade prática está amparada nos seguintes objetivos:

– Promover ações que contemplam a ludicidade no atendimento psicopedagógico, ampliando as

possibilidades das práticas de intervenção.

– Elaborar propostas que valorizem a utilização do brinquedo para impulsionar o desenvolvimento

cognitivo, afetivo e social nas intervenções psicopedagógicas.

RECURSOS

– Computador com acesso à internet e ao ambiente virtual.

– Livro da disciplina “O brincar e a psicopedagogia” (para consultar/relembrar conceitos).

Atividade proposta

A avaliação dos processos de desenvolvimento e aprendizagem de um aprendente deve

considerar as especificidades e perspectivas voltadas à faixa etária em questão e utilizar estratégias

variadas. As práticas brincantes demonstram ser importantes ferramentas nas propostas de

intervenção psicopedagógica. Nesse contexto, estão inseridas propostas que exploram inúmeros

enfoques, entre eles, os aspectos psicomotores.

O psicopedagogo deve propor exercícios psicomotores e jogos de cooperação por meio de

brinquedos e brincadeiras, pois, estes, são capazes de promover avanços em diversas áreas,

estimulando as estruturas psíquicas pela execução e controle dos movimentos, desenvolvimento

afetivo e tomada de decisão.

Procedimentos para a realização da atividade

Atividade 01: Proposta de atividade lúdica estimulando o desenvolvimento psicomotor:

Para fazer esta proposta é preciso assistir ao vídeo e seguir as orientações exemplificadas:

• Assista ao vídeo disponível em: https://mdstrm.com/embed/641308d3636fa708a09eb481

• Responda:

– Qual é a faixa etária aproximada das crianças?

– Quais habilidades motoras foram estimuladas?

– As habilidades contempladas no vídeo são importantes para a aprendizagem? Porquê?

– A atividade do vídeo é uma proposta lúdica? Porquê?

• Elabore uma atividade lúdica envolvendo a psicomotricidade. Considere o seguinte contexto:

Segundo Malheiro et al. (2007), “há uma relação no desenvolvimento psicomotor encontrado em

defasagem e dislexia”. A organização espacial encontra-se relacionada com as dificuldades de

aprendizagem. Partindo desse dado, imagine uma criança de 8 anos com diagnóstico de dislexia,

apresentando atraso no desenvolvimento psicomotor. Considerando o atendimento psicopedagógico,

construa uma proposta de atividade lúdica que explore as habilidades psicomotoras.

Para redigir a proposta de atividade, é necessário seguir os seguintes passos:

• Observe com atenção o contexto apresentado.

• Considere a idade da criança.

• Pense em atividades que promovam desenvolvimento psicomotor.

• Considere os aspectos lúdicos da atividade como o prazer de brincar e a espontaneidade.

• Descreva quais ações a criança irá realizar.

• Explique como o psicopedagogo irá propor a atividade e possíveis intervenções.

Atividade 02: Observação de imagens, reflexão sobre o papel do brinquedo nas

intervenções psicopedagógicas e proposição de uma atividade.

• Para elaborar a atividade proposta é preciso observar as imagens apresentadas e seguir as

orientações indicadas:

Imagem 1:

Disponível em: https://shutr.bz/3mXdros. Acesso em: 14 mar. 2023.

Imagem 2:

Disponível em: https://shutr.bz/3Jh3wBP. Acesso em: 14 mar. 2023.

Imagem 3:

Disponível em: https://shutr.bz/3mVJZPV. Acesso em: 14 mar. 2023.

Imagem 4:

Disponível em: https://shutr.bz/3ldIU5v. Acesso em: 14 mar. 2023.

Após a observação das imagens, reflita:

– Em sua trajetória até aqui você teve a oportunidade de brincar utilizando brinquedos? Se a

resposta for positiva, você acredita que eles contribuíram com as experiências vivenciadas?

– Qual a importância da utilização de brinquedos em contextos lúdicos?

– Você indica a utilização de brinquedos em contextos de aprendizagem?

– Você acredita na viabilidade da utilização de brinquedos nos processos psicomotores?

• A partir da observação das imagens e das reflexões realizadas elabore uma atividade de

intervenção considerando a importância do brinquedo e da brincadeira no contexto a seguir:

De acordo com Pereira e Gonzalez (2019), o brincar deve ser entendido como um processo que

envolve o pensamento, a criatividade, o desenvolvimento de raciocínio lógico, dentre outros fatores,

pois facilita o estabelecimento de vínculos, que, por sua vez abre espaço para a intervenção

psicopedagógica e permite então que o aprendente se aproprie do processo de ensino-aprendizagem

e assim possa adquirir conhecimentos de maneira espontânea e prazerosa. Considerando a

relevância do brinquedo nas práticas brincantes, imagine um adulto que sente desconforto ao

relacionar-se com outras pessoas e possui dificuldade de leitura e elabore uma atividade lúdica

utilizando um ou mais brinquedos como parte do atendimento psicopedagógico a ser realizado.

Para redigir a proposta de atividade lúdica, é necessário seguir os seguintes passos:

• Considere a faixa etária e dificuldades apresentadas.

• Identifique quais brinquedos poderiam ser utilizados em atividades variadas visando o

desenvolvimento cognitivo, afetivo e social do indivíduo atendido.

• Escolha a atividade a ser proposta e descreva como ela poderia ser aplicada no contexto em

questão.

Checklist

– Procurar um ambiente tranquilo para realizar as atividades solicitadas sem interferências.

– Identificar os sujeitos e contextos descritos nas atividades 1 e 2.

– Realizar as reflexões propostas e a elaboração das atividades.

RESULTADO

O trabalho deverá ser entregue em arquivo Word atendendo as etapas de produção e

utilizando os recursos solicitados no roteiro.

O arquivo deverá conter:

• Capa;

• Folha de rosto com os dados da disciplina e do aluno;

• Os resultados das atividades práticas exigidas pelo roteiro;

• Referências bibliográficas (quando houver).

REFERÊNCIAS

MALHEIRO, C. A. L. et al. A correlação entre a dislexia e o perfil psicomotor: um estudo de

Caso. In: I Congresso Brasileiro de Educação: Políticas e Práticas Educativas para a Infância. São

Paulo: UNESP, 2007. Disponível em:

http://www2.fc.unesp.br/cbe/i_cbe/pdf/poster_institucional/015.pdf . Acesso em: 14 mar. 2023.

PEREIRA, M. A.; GONZALES, M. d. C. B. O brincar, um aliado na intervenção

psicopedagógica. Cadernos de Educação, v.18, n. 36, jan.-jun. 2019. Disponível em:

file:///C:/Users/Usuario/Downloads/9738-34610-2-PB.pdf. Acesso em: 14 mar. 2023

Atividade prática O brincar e a Psicopedagogia

R$ 100,00Preço
    123.png
    bottom of page